Além dos cookies do Google, este blog usa cookies de outros sites. Veja na Política de Privacidade.


30/10/2013

O conjunto musical e os meus discos de vinil




Autor do artigo: Paulo Roberto, editor deste blog.
Na  década de 60 o meu interesse por música aumentou bastante, a ponto de eu iniciar os meus estudos de teoria musical , com a intenção de tocar um instrumento.
Discos de Vinil



Continuei estes estudos, chegando a  dominar a leitura  na pauta. Comecei a estudar violino e consegui  tocar com partitura mas com o tempo desisti por causa, principalmente, da posição em segurá-lo, utilizando  a técnica correta, que para mim era incômoda.
Mais tarde, no final da década de 60,  como eu já conseguia alguma habilidade com o violão, resolvi montar um conjunto musical (hoje conhecido como banda). Comprei um amplificador, uma guitarra e bateria, todos usados mas em bom estado. Logo começamos, eu e meu irmão a utilizá-los em casa. Meu irmão  revelou-se um bom baterista e eu fiquei na guitarra base.
Depois, fomos conhecendo novos amigos que tinham instrumentos musicais e já tocavam, então fomos convidando para formar o conjunto. Assim, começamos a comprar uns discos de vinil para tirarmos as músicas. Ouvíamos várias vezes a mesma música para pegarmos o baixo, o solo, e a base. Beatles (uma banda de rock britânica, formada em Liverpool em 1960) ouvíamos bastante, Herman's Hermits também (um grupo britânico de rock formado por Peter Noone ) . Então colocamos o nome no conjunto de  The Hermeatles. Mas ouvíamos também os nacionais, como The Fevers, Toquinho & Vinicius,  Chico Buarque, etc.

Disco de Vinil Toquinho e Vinicius

Em pouco tempo, após os nossos ensaios, já estávamos tocando em clubes da cidade e participando de festivais de conjuntos musicais. Não foi fácil, foi preciso muita dedicação, bolar os arranjos, etc.
Veja aqui uma das musicas dos Beatles que catávamos em dueto.

Depois o tempo passou e cada  um foi para um lado, trabalhar, estudar, e o conjunto acabou. Hoje em dia toco violão solo, umas 20 músicas apenas, algumas com partituras e outras do meu jeito, isto é que tiro o solo pelas cifras (acordes).

Bem, depois desta pequena historinha, relaciono abaixo alguns discos de vinil que ainda tenho, inclusive os adquiridos quando o conjunto já não existia mais; os dos Beatles não ficaram comigo:
         Belchior, 1976 (s/capa)
         Chico Buarque de Holanda  (arranhado)
         Edson Cordeiro
   Dona Xepa
   New Kids on The Blocks
Cid Guerreiro
Placido domingo Soñadores de España
Happy Ours Copatrio Piano Band
Hit Parade
Bienal do Samba Promoção da TV Record de São Paulo
Paladium  Balona e seu Conjunto (s/capa, arranhado)
20 anos de Xerox, 1985
Os Grandes sucessos ABBA, 1988
DJ Shopping Dance Now 4
A Vez do Dono Juca Chavez , 1979 (s/capa, arranhado)
Riacho Doce, 1990, Rede Globo
Toquinho & Vinicius, 1974









Nenhum comentário: